fbpx
Posted in Blog

O ômega 3 representa uma família de ácidos graxos, composto principalmente pelo ácido eicosapentaenoico (EPA) e o ácido docosahexaenoico (DHA). Como não é produzido naturalmente pelo corpo, ele pode ser encontrado tanto no consumo de peixes, como salmão, atum, sardinha e bacalhau e de sementes, como chia e linhaça quanto na forma de suplementos, em óleo ou em cápsulas.

 

Recentemente, o estudo REDUCE-IT, publicado no New England Journal of Medicine, em janeiro deste ano, mostrou que a substância pode ser uma aliada para a saúde cardiovascular. A pesquisa foi feita com 8.179 pacientes, com os seguintes históricos:

 

  • 45 anos ou mais e tivessem com alguma doença cardiovascular estabelecida;
  • 50 anos ou mais e tivessem Diabetes Mellitus e pelo menos um fator de risco adicional para doença cardiovascular, como triglicérides entre 135 e 499 mg/dL ou colesterol LDL de 41 a 100 mg/dL. Também deveriam fazer uso de estatina pelo menos quatro semanas antes do início do estudo.

Eles foram aleatoriamente designados para receber 2g de EPA ou placebo de óleo mineral, duas vezes ao dia, por quase cinco anos. Ao final, foi analisado que o grupo medicado com ômega 3 teve diminuição significativa de morte cardiovascular e risco cardiovascular global em comparação os indivíduos que tomaram placebo.

 

De acordo com os autores, o EPA diminuiu em 25% a chance de morte cardiovascular, infarto e AVC. Isso correspondeu a uma redução de risco absoluto de 4,8% na comparação com o placebo. Com isso, eles concluíram que o Ômega 3 é um medicamento promissor para reduzir o risco cardiovascular, especialmente em pacientes com a taxa de triglicérides elevada.

 

Já um outro estudo, publicado em abril pela Expert Opinion on Pharmacotherapy e feito com 119 pacientes, mostrou que a suplementação com EPA ajudou a reduzir a incidência de eventos cardiovasculares, de melhorar o prognóstico a longo prazo de pacientes acometidos com Doença Arterial Coronária e diminuir a mortalidade desse grupo.

 

Aqui na HealthLine, o Ômega 550 é extraído de peixes marinhos residentes de águas profundas e frias de regiões polares, sendo sua matéria-prima aprovada no controle de impurezas e metais tóxicos. Outro diferencial é a alta concentração de EPA (330g) e DHA (220g) em cada cápsula, facilitando a adesão do paciente ao tratamento.

 

Entre os benefícios, reduz a agregação plaquetária e o risco de infarto agudo do miocárdio. Também auxilia no controle da hipertensão arterial, dos triglicerídeos e do colesterol HDL. Ômega 550 está disponível em frascos com 60 capsulas oleosas odor free. Vale ressaltar que a suplementação deve ser feita com parcimônia e sempre indicada por um profissional capacitado, evitando-se a automedicação. Para saber mais, acesse https://www.healthline.com.br/produto/omega-550/

 

Fontes:

Bhatt DL, et al. Cardiovascular risk reduction with icosapent ethyl for hypertriglyceridemia. N Engl J Med 2019 – https://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMoa1812792

Informa UK Limited. http://dx.doi.org/10.1080/14656566.2019.1609942

There are no comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Start typing and press Enter to search

Carrinho de compras

Nenhum produto no carrinho.